b18-04 roteamento de containers

B TO B;

Onde:
+ número de unidades que devem ser enviadas de i a j cada período,
+ o prazo de entrega para enviar de i para j,
+ a capacidade dos contêineres que transportam as unidades a serem embarcadas.

Os contêineres devem satisfazer a conservação do fluxo à medida que se movem sobre o sistema, ou seja, eles não podem ser criados ou destruídos, exceto no período 1 em que inserimos tantos recipientes quanto desejamos em cada cidade.

Um contêiner pode corresponder fisicamente a o que o usuário desejar, por exemplo, contêineres reais, caminhões, vagões, aviões, etc.

Este é um modelo de tempo discreto onde a unidade de tempo é
chamado de “período”. Um período pode ser uma hora, meio dia,
um dia, etc., o que o usuário decidir.

O modelo não precisa saber qual unidade de tempo o usuário escolheu, contanto que o usuário é consistente.

Uma parte crucial dos dados de entrada é a matriz do tempo de viagem.

É uma matriz de inteiros especificando quantos períodos leva um contêiner a ser movido de uma cidade para outra.

Uma variedade de objetivos são possíveis. Abaixo nós escolhemos
o objetivo de minimizar o número de contêineres necessários
no total.

Cidade
(origem)
Cidade
(destino)
PeriodoUnidades
para envio
C1C2120
C1C3231
C1C4325
C3C2117
C4C1218
Conjunto de demandas a serem realizadas
C1C2C3C4
C11223
C22142
C32413
C43231
Matriz de tempo de viagem em períodos

Solução

Modelo


CONROUTING
FONTE 4
Application Model Library
Lindo Systems Inc
Lindo Systems Inc, 2018

CATEGORIAS