B05-08 Estruturas de Rotas (HUB)

Objetivo

Grandes companhias aéreas tendem a basear sua estrutura de rotas em torno do conceito de hub.

Uma companhia aérea tentará fazer com que um grande número de vôos chegue ao aeroporto central durante um intervalo de tempo curto (por exemplo, das 9h às 10h) e depois um grande número de vôos parta do hub logo depois (por exemplo, 10h para 11 horas).

Isso permite que os clientes dessa companhia aérea viajem entre uma grande combinação de cidades de origem / destino com uma parada e, no máximo, uma mudança de planos.  

A United Airlines por exemplo usa uma parada e no máximo uma mudança de planos.

A United Airlines usa Chicago como um hub, a Delta Airlines usa Atlanta, a TWA usa St. Louis e a American usa Dallas / Fort Worth.

Um objetivo desejável no uso de uma estrutura de hub é minimizar a quantidade de troca de aviões (e a movimentação resultante da bagagem) no hub.

Este modelo ilustra como aplicar o modelo de atribuição: 

Uma determinada companhia aérea tem seis voos chegando ao aeroporto O’Hare entre 9 e 9:30 da manhã.

Os mesmos seis aviões partem em voos diferentes entre as 9h40 e as 10h20.

Você sabe o número médio de pessoas transferindo entre voos de entrada e saída.

Todos os aviões são idênticos. Um problema de decisão é qual voo de entrada deve ser atribuído a qual voo de saída.

Esse modelo ajuda a determinar como os voos de entrada devem ser atribuídos à saída de voos para que um número mínimo de pessoas precise mudar de avião na parada O’Hare.


Solução (pt-br)

Modelo


Solution (en-us)

Model 


FONTE 4
Application Model Library
Lindo Systems Inc
Lindo Systems Inc, 2018

CATEGORIAS